‘Professor dos Professores’
Página Inicial || Sobre este Site || Materiais de Estudo || Contato || Doações || Pedidos de Materiais
Preparando a Fundação || Desaprendendo o Mundo || Transferência do Treinamento

O Verdadeiro Significado da Ação


P: Estou te escrevendo este email com muita hesitação e ceptismo, porque eu acredito profundamente que ninguém pode jamais te ajudar a encontrar a verdade. A decisão para escrever este email é primeiramente um ato espontâneo!
Uma questão que sempre me incomodou é sobre a ação. Eu tenho visto que a conscientização leva a tanta sensibilidade que se torna realmente difícil agir, e eu acho muito difícil distinguir entre o estado da inércia e apatia. Além da implicação prática desta inércia (que se precisa de dinheiro para sobreviver), existem algumas implicações profundas também; da auto-expressão. Com a inércia não há absolutamente ação: interessante, tedioso, não importa que tipo. É para isso que o homem nasceu... ou existe algum jeito de descobrir...

Como alguém deve descobrir o que mais ama? Existe realmente tal coisa como a auto-expressão? Por que todas as assim chamadas “almas realizadas” sempre palestram por aí, tentando ensinar o mundo. Por que o cristo, os budas são sempre os pregadores? Por que não dizer, um engenheiro ou um médico? Existe uma ação que não seja produto do pensamento? A espontaneidade é falta de pensamento (tanto consciente como inconsciente?)

Eu acho que a explicação pronta de todos os nossos problemas com termos como pensamento / não pensamento / consciência / não consciência / samadhi / nirvana tornaram-se tão comuns que têm pouquíssimo significado.
Fundamentalmente eu acho que temos a tendência de encontrar consolo em paradoxos. A teoria de pensamento / não pensamento nos dá um paradoxo excelente para sentirmos satisfeitos - para parar de questionar adiante... para esperar perpetuamente sair disso um dia!

Como na sua visão alguém pode encontrar o verdadeiro significado da ação?


R: Olá Amado Milagre

Agradeço por escrever.

A questão não é da ação versus inércia, mas sempre de um propósito. Discernimento do propósito é muito importante, porque o estado da mente é o resultado do propósito com quem se escolheu se alinhar (ego ou Espírito). A paz da mente, felicidade, liberdade & contentamento não são dependentes se o corpo parece estar ativo ou inativo como a Perspectiva do Espírito revela que todo o comportamento aparente é um sonho, um efeito irreal de uma “causa” irreal.

A interpretação do comportamento é sempre uma percepção do ego, pois o ego reconhece somente a forma e não conhece nada do Conteúdo ou Verdadeiro Significado. O Verdadeiro Significado (Identidade) é uma Luz Abstrata, e o mundo foi feito para encobrir a Luz e mantê-La fora da consciência. Um dispositivo do ego para distrair do questionamento subjacente das falsas crenças e conceitos é focar no comportamento e questionamentos sem fim sobre o comportamento.

Comportamento, como toda a forma, é o passado e nenhuma questão significativa pode ser jamais perguntada sobre aquilo que acabou e se foi.

Aquilo que alguém “faz” ou “não faz” flui do propósito que a mente escolheu com que se identificar. O ego usa o corpo para o orgulho, prazer e ataque. O propósito do ego é reforçar a separação e proteger a falsa crença em mentes privadas e pensamentos privados. O Espírito usa o corpo somente como um dispositivo de comunicação. O Espírito sempre comunica que a mente é unificada e que tudo está conectado, sendo uma única tapeçaria da integridade. Ações aparentes ou inatividade inspirada pelo Propósito do Espírito são sempre úteis, e aparentes ações de inatividade motivados pelo propósito do ego nunca são úteis. Portanto, o discernimento é ter certeza sobre qual Propósito é útil e qual propósito não é útil.

A apatia é motivada pelo ego. Alegria é inspirada pelo Espírito. “Trabalhar” para “sobreviver” é sempre motivação do ego. Confiança na Providência Divina é sempre inspirada pelo Espírito. A percepção das “necessidades” é sempre motivada pelo ego, a sincronia miraculosa de “todas as coisas trabalham juntas para o bem” é sempre inspirada pelo Espírito. Auto Expressão Real é alegre, enquanto a “auto” expressão do ego é somente uma tentativa de reforçar uma ilusão que nunca poderia ser. Esteja ciente de que enquanto a mente acredita na dualidade, a escolha de com qual propósito se alinhar (Espírito ou ego) é uma escolha do qual o Ser / se acredita ser real. Neste momento “Ser ou não Ser” é a escolha, e na decisão de última instância aceitar a Expiação, a “escolha” é desfeita para sempre.

“Como alguém deve descobrir o que mais ama?” Perdoe a ilusão e reconheça que Amor é Um e “mais” é sem significado. O Amor não faz “comparações” pois não há nada a ser comparado na Unicidade.

“Por que todas as assim chamadas “almas realizadas” sempre palestram por aí, tentando ensinar o mundo. Por que o cristo, os budas são sempre os pregadores? Por que não dizer, um engenheiro ou um médico?”

A forma pode parecer como um “pregador” ou um “professor” porém o Conteúdo é Um Espírito. A mente esvaziada de todos os falsos auto-conceitos é libertada para reconhecer o Ser, o Espírito. O Perdão é a liberação de todos os “minúsculos” auto-conceitos do ego, e até mesmo o perdão deve ser entregue à Verdade além de todo o sonho. O Perdão mostra a insignificância da percepção fragmentada e oferece um sonho feliz somente por um momento. Você poderia dizer que este mundo perdoado é aprendido conforme o ego é desaprendido, pois o reflexo da luz e escuridão não tem ponto de encontro.

“Existe uma ação que não seja produto do pensamento? A espontaneidade é falta de pensamento (tanto consciente como inconsciente?)”

Todos os pensamentos da forma (opostos), incluindo aparentes “ações” e “inércia”, estão dentro do domínio do ego. Uma milagre é uma escolha espontânea do Propósito do Espírito no qual a forma é uma ou o todo e o cosmos são percebidos através da Perspectiva do Espírito Que vê o falso como falso -- pois não há senso de “outro”. O milagre colapsa o tempo e parece encurtar a necessidade de aprender o perdão ou desaprender o ego. O Instante Santo é Ainda um Pensamento de Deus que o tempo não pode tocar e no qual “ação” e “inércia” não tem significado.

“Eu acredito profundamente que ninguém pode jamais te ajudar a encontrar a verdade.”

Isto é verdade, pois a verdade é um reconhecimento que não há nenhum “outro” senão o Único Ser. A abertura para esse reconhecimento é discernimento, e somente o Espírito pode ter o discernimento daquilo que eu falo. Não olhe para nenhum “corpo” para fazer isso por você, pois não há nada “fora” e a Voz por Deus sozinha pode ser compreendida. O reconhecimento do Ser como Deus criou o Ser é o Significado que dura para sempre, e nada mais tem NENHUM significado. Este aparente salto da fé é só um simples reconhecimento, e este natural e óbvio “AH HAAAA” é a Iluminação.

Sempre Amor e Bênçãos.


Página Inicial || Sobre este Site || Materiais de Estudo || Contato || Doações || Pedidos de Materiais

Teacher of Teachers in English

Sinta-se à vontade para compartilhar as idéias oferecidas aqui.Se você gostaria de participar distribuindo estes materiais,
entre em contato conosco.Nós adoraríamos te ouvir.